“Sensibilidade para perceber os clamores da realidade e disponibilidade para servir aos mais necessitados e aos que estão em situação de maior injustiça. ”

 

A Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição é uma Congregação Religiosa fundada por Santa Paulina (Amábile Lúcia Visintainer), em 12 de julho de 1890, em Nova Trento, Santa Catarina, Brasil.

O Objetivo Geral da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, estabelecido pelo XXI Capítulo para o período de 2015 – 2020 é o seguinte:

“Assumir com alegria evangélica, a radicalidade do discipulado de Jesus Cristo, sendo presença profética e sinal de esperança junto aos pobres e excluídos/as”.

Nesta perspectiva, a Coordenação Geral tem como missão:

Animar a Congregação, na fidelidade ao Carisma inicial e na abertura ao Espírito Santo, respondendo aos clamores do povo de Deus.

A Missão da Congregação fundamenta-se no imperativo do Evangelho: “Ide por todo o mundo”…

Assim como Santa Paulina, as Irmãzinhas encontram inspiração e força para uma vida de amor e doação na Eucaristia, como centro de suas vidas e, em Maria, como modelo. Consequentemente, a Espiritualidade da Congregação é Eucarístico-Marial e o Espírito a que são chamadas a testemunhar o Reino é de simplicidade e a humildade.

Atuação

Como discípulas, no desejo de prolongar a prática de Jesus, modelo de inculturação e fonte da ação evangelizadora, as Irmãzinhas assumem o compromisso de defender a vida onde quer que ela esteja ameaçada.

Tendo Maria de Nazaré e Santa Paulina como exemplos de consagração e como intercessoras, as Irmãzinhas procuram encarnar a Palavra de Deus em suas vidas, na contemplação e ação, oferecendo-se à humanidade a serviço do Evangelho.

As Irmãzinhas promovem em todos os campos de trabalho a Ação Evangelizadora a partir dos empobrecidos e necessitados. Direcionam nesta ótica, a filosofia das Instituições e Entidades onde atuam, articulando forças na transformação da sociedade e partilhando com os/as leigos/as o Carisma suscitado pelo Espírito e concretizado por Santa Paulina na sua Obra: “Sensibilidade para perceber os clamores da realidade e disponibilidade para servir aos mais necessitados e aos que estão em situação de maior injustiça”, com o Espírito de simplicidade e humildade.

Juventudes
Mulheres